A MÚSICA NA INCLUSÃO DE ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Wanessa Calazans Francisco

Resumo

Este artigo aborda a utilização de músicas no cotidiano das escolas com alunos portadores de necessidades especiais na Educação Infantil e o papel do professor como planejador destas atividades. A música pode ser utilizada como ferramenta motivadora no desenvolvimento deste aluno e a responsabilidade do professor frente a esta demanda. Os objetivos deste artigo são, por meio de pesquisa bibliográfica, discutir sobre a utilização de música e seus benefícios, bem como se os professores estão preparados ou não para esta metodologia; o desenvolvimento das crianças independentemente da doença ou de incapacidades. Pesquisas sobre este tema concordam que a música tem sido usada como mera ferramenta recreativa, nesta perspectiva, este artigo abordará a música como elemento fundamental no processo de ensino aprendizagem já que transforma o aluno em ator ativo na construção dos saberes e socialização com outras pessoas. Esta pesquisa tratará sobre o histórico da educação inclusiva no Brasil, sobre música e sobre a formação dos professores. O problema levantado foi questionar a contribuição da música para a formação do aluno de inclusão, com a hipótese de que ela traz um processo contínuo de construção de conhecimento e envolve vários sentidos do ser humano. Assim, considera-se que a música é primordial para o desenvolvimento cognitivo, motor e etc. do homem ao longo da vida, desde o ventre da mãe, até idade adulta o homem pode construir conhecimento por meio dela.

Palavras-Chave: 

Música; Ferramenta pedagógica; Educação inclusiva; Ensino Infantil.

PDF_ico.png