A INCLUSÃO ESCOLAR DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA

Viviane Aparecida Mangegali de Carvalho

Resumo

Esse artigo tem como objetivo buscar reflexões a respeito da inclusão escolar de crianças com transtorno do espectro autista. O espectro do autismo e os transtornos invasivos do desenvolvimento abrangem um amplo grupo de transtornos cognitivos e neurocomportamentais que incluem características definidoras centrais de socialização prejudicada, padrões de comportamento restritos e repetitivos e comunicação verbal e não verbal prejudicada. Essas áreas envolvidas representam limitações para crianças com transtorno do espectro autista (TEA) que, quando não intervencionadas, dificultam sua aprendizagem e inclusão na escola. A inclusão educacional deve ser entendida como um equilíbrio equilibrado entre aprendizagem e desempenho escolar de qualidade e condizente com as habilidades do aluno que garanta uma aprendizagem significativa para todos. Nesse sentido, é relevante conhecer os problemas que as crianças com TEA passam, bem como as intervenções de saúde que abordem essas dificuldades e melhorem seu desempenho para a correta fixação do aprendizado na escola. Embora um aspecto que impacta significativamente na evolução das crianças com TEA seja o diagnóstico e tratamento precoces, o reconhecimento das características dessas crianças fora do quadro clínico ainda é tardio, situação que dificulta o aproveitamento das possibilidades de intervenção que oferece neuroplasticidade nos primeiros anos de desenvolvimento.

Palavras-Chave: 

Características; Socialização; Transtornos Cognitivos.

PDF_ico.png