AS MULHERES VASSOUREIRAS DO POVOADO DA CACHOEIRINHA EM JEQUIÉ-BA: IDENTIDADE E TRADIÇÃO

Bruna Vitoria Nascimento Nogueira, Paulo Roberto Nogueira Silva

Resumo

Este artigo busca compreender como as mulheres vassoureiras exercem seu ofício de fabricar vassouras de palhas e talos no povoado da Cachoeirinha, no município de Jequié – Bahia. Utiliza-se a metodologia da História Oral para dar o aporte na construção da escrita do trabalho de pesquisa. Autores como Delgado (2006), enfatizam que a história oral possibilita o afloramento de múltiplas versões da História e, portanto, potencializa o registro de diferentes testemunhos sobre o passado, contribuindo para a construção da consciência histórica individual e coletiva. Nesse viés, analisar a identidade das mulheres vassoureiras que vivem e tiram o seu sustento e de suas famílias, desenvolvendo atividades laborativas, mantendo a tradição do oficio desempenhado na luta diária, enfrentando as disputas de etnia, de gênero, criando formas de resistência. Trata-se de uma pesquisa social, qualitativa, empírica, de abordagem narrativa que põe em evidencia o trabalho desenvolvido pelas mulheres vassoureiras no município de Jequié – Bahia.

Palavras-Chave: 

Mulheres vassoureiras; Gênero; Identidade.

PDF_ico.png