CONSIDERAÇÕES SOBRE A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES ASMÁTICOS

Erivelton Fernandes França

Resumo

A prática de atividades físicas, dentre elas as atividades realizadas durante as aulas de Educação Física, além de trazer inúmeros benefícios ao crescimento e desenvolvimento saudável dos estudantes, tem o potencial de influenciar positivamente no convívio social dos mesmos. Ademais, é um fator profilático e terapêutico às inúmeras patologias, em especial as hipocinéticas. E ainda, em se tratando da Asma, é capaz de promover alterações positivas na mecânica respiratória e no condicionamento físico geral da criança e do adolescente asmático. Apesar disso, a possibilidade de ocorrência de um Broncoespasmo Induzido pelo Exercício Físico (BIE) faz com que muitas crianças e adolescentes evitem o engajamento em práticas de atividades físicas. Isso ocorre não apenas por medo do próprio indivíduo, mas também pelo receio dos pais e falta de segurança do Professor de Educação Física na oferta de primeiros socorros em um BIE, caso ele ocorra. No entanto, se tais condutas forem mantidas, impedirão que os estudantes usufruam dos diversos benefícios oriundos da prática de atividades físicas. Sendo assim, com o objetivo de contribuir para uma melhor atuação do Profissional de Educação Física ao ministrar aulas para estudantes asmáticos, este estudo tem como objetivo descrever as principais considerações sobre a prática de atividades fisicas neste público.

Palavras-Chave: 

Asma; Atividade física; Educação Física.

PDF_ico.png