BRINCADEIRAS E SOCIALIZAÇÃO: OS ESTÍMULOS NA FORMAÇÃO DA CRIANÇA

Dênia Rodrigues Lopo

Resumo

Brincadeiras representam portas de entrada para as interações sociais necessárias ao desenvolvimento infantil, todas formas de estabelecer contatos com essa nova fase passam pelas narrativas, sejam elas criadas pelos pais e responsáveis como fundamentos morais, ou pelas histórias cintadas as crianças por meio de histórias populares ou de outros lugares, tempos e períodos. Os jogos partem da premissa desenvolvimentista os quais possuem o poder de ensinar, capacitar e educar, funcionando como elementos eficazes para as habilidades de memorização mecânica. Esses jogos educacionais são cada vez mais considerados como novas tecnologias instrucionais com grande potencial e têm a hipótese de auxiliar efetivamente propósitos instrucionais, porque fornecem abordagens diversas e podem abordar a aprendizagem cognitiva e afetiva.

Palavras-Chave: 

Jogos; Educação; Identidade; Habilidades; Escola.

PDF_ico.png