A RELAÇÃO ADULTO E BEBÊ NA EDUCAÇÃO INFANTIL NA ABORDAGEM PIKLER

Daniella Cristine Gomes Furlan

Resumo

Este estudo tem a intenção de refletir sobre as relações de aprendizagens dos bebês nos espaços das unidades de educação infantil. A relevância do tema se dá pela importância de compreender como deve se dar a relação do adulto com os bebês, para que haja um olhar e escuta sensível, ao ponto de entender as necessidades advindas dos bebês, para que aconteça de fato o desenvolvimento da sua autonomia e sua individualidade. Como problema da pesquisa entende-se as decorrências das relações entre adultos e bebês nas relações de desenvolvimento e aprendizagem, cuidado e na escuta, para que isso aconteça. Para tanto temos por hipótese que as relações sensíveis, a escuta atenta e a valorização de todas as ações que entrelaçam o cuidar e o educar promovem o bom desenvolvimento dos bebês que ocupam os espaços das instituições de educação infantil. Utiliza-se a pesquisa bibliográfica de livros e artigos e parte-se da abordagem Pikler para fundamentar nossas reflexões, além de trazer os pensamentos e outros autores da mesma categoria de análise. Para discutir esses assuntos trabalharemos os seguintes capítulos; O contexto das relações entre adultos e bebês; A abordagem Emmi Pikler e o desenvolvimento dos bebês.

Palavras-Chave: 

Educação Infantil; Bebês; Adulto e bebês; Pikler.

PDF_ico.png