TRANSTORNOS MENTAIS E SINTOMAS SEM EXPLICAÇÃO MÉDICA (SEM):
UMA ANÁLISE EPISTEMO-SOMÁTICA

Jamil Torquato de Melo Filho, Monalisa de Cássia Fogaça

Resumo

A Epidemiologia é a ciência fundamental a saúde pública e responsável pela mensuração do sofrimento psíquico por meio da manifestação de sintomas que não se restringem apenas aos fatores físicos, mas que estão gradativamente integrados ao sofrimento emocional de uma pessoa ao longo de sua vida. Realizou-se uma análise epistemo-somática por meio de uma revisão de estudos epidemiológicos acerca dos termos transtornos mentais e Sintomas sem Explicação Médica (SEM). Comparou-se metodologias e tratamentos utilizados para diagnóstico e acompanhamento. Os Transtornos de Ansiedade e Depressivos estão associados aos SEM e contribuem para multimorbidade psiquiátrica na vida do sujeito. Fatores psicossociais como idade, estado civil, situação ocupacional, escolaridade e gênero reforçam essa prevalência. A análise epistemo-somática identificou que o processo científico no que tange aos conceitos de simbolização e elaboração carece de maior avanço em relação ao sujeito somatizador a fim de se avaliar o momento de desenvolvimento e/ou desencadeamento de sintomas, bem como de psicopatologias no organismo.

Palavras-Chave: 

Transtornos Mentais; Sintomas sem Explicação Médica; Somatização.

PDF_ico.png