A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NA PERSPECTIVA DOCENTE: IMPORTÂNCIA E PERSPECTIVAS

Janice Aurélio Lopes

Resumo

Nas últimas décadas o estudo das emoções vem sendo estudado por profissionais das diversas áreas do conhecimento científico, configurando-se como um fator relevante para o processo de desenvolvimento humano. A natureza humana requer, entre as várias habilidades e competências necessárias para viver em sociedade, um conjunto de aptidões que incluem autocontrole, zelo, persistência e a capacidade de automotivação. A esse grupo de aptidões chamamos de “Inteligência Emocional”, tão fundamental nesses tempos complexos e indefinido em toda e qualquer área do conhecimento humano, seja em nível pessoal ou profissional. Neste texto, baseado em estudo bibliográfico, objetivamos refletir sobre a importância da inteligência emocional para o processo de ensino aprendizagem na perspectiva docente, uma vez que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento brasileiro norteador, determina os direitos de aprendizagem da Educação Básica, onde a mesma contempla não apenas as competências cognitivas, mas também as socioemocionais, buscando-se dessa forma, o desenvolvimento integral dos estudantes, possibilitando-os a ir além do domínio dos objetos do conhecimento estudado em sala de aula.

Palavras-Chave: 

Inteligência Emocional; Ensino aprendizagem; Base Nacional Comum Curricular.

PDF_ico.png