DOCUMENTOS SOBRE OS PAUXIS, CONTRIBUIÇÕES PARA A DISCIPLINA HISTÓRIA DE ÓBIDOS-PA

Lúcia Helena Alfaia de Barros, Délio Reis Matos de Aquino

Resumo

O objetivo primordial deste artigo é reunir a maior quantidade de registros, descrições e análises sobre o “povo Pauxi”, a partir das crônicas e diários produzidos por padres e exploradores europeus nos séculos XVI, XVII e XVIII e pelas literaturas de naturalistas, historiadores, geógrafos, arqueólogos, antropólogos nos séculos XIX, XX e XXI. A documentação encontrada permitiu uma confrontação metodológica crítica, a investigação bibliográfica dos elementos descritivos de fragmentos do passado, suas evidências e conexões com múltiplos elementos entrelaçados nas narrativas. A interpretação da cultura e a etnografia forneceram maior compreensão das narrativas, viabilizaram uma apresentação heterogênea das diversas grafias referentes ao nome destes indígenas, além do primeiro registro escrito sobre o pássaro Pauxis no século XVII. Outros resultados estão relacionados também à trajetória de resistência e agência dos Pauxi nas lutas contra os colonizadores em Mêrêió (Marajó) ainda no setecentos, os contatos e conflitos na foz do Xingu, na foz do Paru, na fundação do “Forte de Pauxis”, que é a gênese da cidade de Óbidos Pará, assim como a arribação do coletivo indígena para o rio Kahú (Trombetas) e seus afluentes nos séculos seguintes, até os mais recentes registros descritos dos contatos deste grupo no século XX.

Palavras-Chave: 

Pauxi; Resistência indígena; História de Óbidos.

PDF_ico.png