A AMBIÊNCIA ESCOLAR NUMA VISÃO SISTÊMICA

João Marcos Coelho

Resumo

A ambiência escolar sofreu grandes mudanças, muitas demandas atuais em que a mesma está inserida no contexto social necessitam de uma nova postura para o enfrentamento das novas problemáticas em que estão envolvidos nos processos de ensino aprendizagem. A pedagogia sistêmica se apresenta como uma opção necessária para apoiar os processos nas relações entre educadores, alunos e a família, para juntos a partir de uma nova postura baseada nas ordens do amor de autoria do filósofo Bert Hellinger, que se sustenta em uma linha de ações sistêmicas-fenomenológicas. A convivência na ambiência escolar possibilita a observação das vivências e experiências que cada aluno traz de seus sistemas familiares de origem, que muitas vezes tem com consequências como a ocorrência de falta de atenção nas aulas, baixo rendimento na aprendizagem, indisciplina, falta de interação e uma percepção de não pertencimento ao sistema escolar. O estudo feito, se baseia na observação (fenomenologia) das relações sociais de ensino-aprendizagem e uma pesquisa bibliográfica referenciada em autores que se dedicam aos processos de ensino-aprendizagem e a pedagogia sistêmica, com o objetivo da melhoria das relações pessoais e sociais no ambiente escolar.

Palavras-Chave: 

Pedagogia Sistêmica; Abordagem Pedagógica Sistêmica; Ambiência Escolar; Ensino-Aprendizagem.

PDF_ico.png