VIDAS SECAS: UM ESPETÁCULO SEM PALAVRAS, MAS REPLETO DE SENTIMENTOS E REFLEXÕES

Silvina Fátima Ramos Ribeiro

Resumo

A saga de Fabiano, de sua família e da cachorra Baleia, da obra Vidas Secas serviu de eixo para o trabalho desenvolvido com alunos de um 3º ano do Ensino Médio e, apresentar o Projeto “Vidas Secas no palco” é o objetivo deste artigo, servir como inspiração para outros docentes. Utilizando do teatro mímico, das imagens, cores e luzes, os alunos levaram ao expectador o resultado de todo o trabalho desenvolvido durante três meses. Leituras e estudos contextualizados à obra de Graciliano Ramos foram realizados, adaptações da obra foram escritas e recriadas, conhecimentos sobre o teatro mímico foram buscados a fim de contar, com toda a sensibilidade, a difícil vida de uma família que foge da seca em busca da sobrevivência, de forma que seus expectadores sintam, se emocionem e reflitam sobre questões sociais que atingem nosso país e todo o Mundo, e também sobre a importância da valorização da arte como instrumento de denúncia da realidade e luta por uma vida melhor.

Palavras-Chave: 

Literatura; Vidas Secas; Teatro; Emoção; Reflexão.

PDF_ico.png