O USO DAS METODOLOGIAS ATIVAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Luiz Cesar Rodrigues Vieira, Fatima Arthuzo Pinto, Maria Angela Boccara de Paula

Resumo

Atuar na complexa realidade da atenção à saúde, é hoje um dos maiores desafios na formação do enfermeiro, sendo assim, metodologias ativas de ensino que permitam com que o aluno seja capaz de construir seu conhecimento, habilidades e atitudes com autonomia e responsabilidade à atender as reais necessidades de saúde da população são cada vez mais presentes em sua formação. Com isso, pretende-se, por meio de uma revisão integrativa identificar quais metodologias ativas estão sendo utilizadas pelos docentes em cursos de graduação em enfermagem. Foram levantados um total de 41 artigos, sendo avaliados conforme os critérios de inclusão e exclusão 13 artigos. Em relação aos artigos interpretados e analisados, 11 (85%) artigos abordaram a aplicabilidade e as experiências vividas com a utilização das metodologias ativas, em diversos momentos, durante o curso de graduação em enfermagem. Enquanto que 2 (15%) artigos direcionaram-se para uma abordagem avaliativa sobre a implementação dos métodos ativos no ensino. Dentre os artigos analisados foram identificadas 14 diferentes estratégias de ensino. Sobre as estratégias de ensino mais utilizadas evidenciaram-se a Metodologia da Problematização, aparecendo em 8 (61%) artigos, com destaque às visitas técnicas (37,5%) como estratégia de apreensão a realidade e o Arco de Maguerez (37,5%). Outro método também muito evidenciado nos artigos analisados foi a Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) sendo utilizado em 5 (38%) artigos como método de ensino. Constatou-se pelos estudos avaliados que o uso de metodologias ativas pautada na educação em nível superior, não limita-se mais à apenas transmitir os conteúdos teóricos, pois as experiências inovadoras, as quais o aluno é exposto, passam a exercer forte influência e importância na tomada de decisões do mesmo. Diante disso, nota-se uma crescente inserção de metodologias que instiguem, cada vez mais, a aprendizagem pela aproximação de situações reais e dinâmicas. O uso das metodologias ativas levam ao desenvolvimento da autonomia do aluno, a integração entre a teoria e prática, rompendo com o modelo tradicional e desenvolvendo uma visão crítica da realidade e fortalecimento na formação de um profissional crítico e reflexivo. Contudo, o docente ao fazer uso das metodologias ativas, deve definir os objetivos que pretende-se chegar para saber utilizar-se da melhor metodologia ativa, onde o aluno possa participar de seu processo de aprendizagem de maneira significativa.

Palavras-Chave: 

Metodologias ativas; Aprendizagem baseada em problema; Docente; Enfermagem.

PDF_ico.png