O DEBATE ACERCA DA INCLUSÃO POR MEIO DA TECNOLOGIA: O ENSINO REMOTO E SUAS PERSPECTIVAS NO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL EM TEMPOS DE PANDEMIA

Mariana de Oliveira Melo, Giovana Louise Martins

Resumo

A pandemia que nos assola mundialmente coloca em evidência absoluta as contradições que o modelo capitalista proporciona, fazendo rebentar sobre a classe trabalhadora os ordenamentos do capital de forma abrupta. À luz deste cenário, iremos nos debruçar sobre a questão do acesso à educação superior no Brasil e inclusão da mesma por meio da tecnologia. Confrontados por um desenrolar de políticas educacionais neoliberais, sendo estas políticas fulcro do debate no que tange acesso e inclusão da classe trabalhadora à educação, analisaremos como desde os anos 1990 essas políticas vêm sendo aplicadas a partir da institucionalização do ensino a distância, refletindo se de fato isso significou inclusão. Utiliza-se como fonte primária, a pesquisa do FONAPRACE/ ANDIFES, realizada no ano de 2018, a fim de compreender o perfil dos estudantes de ensino superior, especificamente nas IFES da região Sudeste, quanto à acessibilidade que estes possuem visando a sua inclusão às modalidades digitais, bem como o ensino remoto ou ensino a distância. Desta forma, iremos propor um debate sobre o esvaziamento dos espaços universitários, em tempos de surto do novo COVID-19, e a incidência de propostas em torno da adoção de modalidades de ensino a distância, buscando averiguar quais interesses estas proposições vêm a atender.

Palavras-Chave: 

Educação a distância; Ensino remoto; Ensino superior.

PDF_ico.png