A IMPORTÂNCIA DE REALIZAR ESTÁGIOS EXTRACURRICULARES POR MEIO DE VIVÊNCIAS MULTICULTURAIS DURANTE A FORMAÇÃO MÉDICA

Vitor Reis de Souza

Resumo

Este artigo apresenta um relato de experiência discente de atuação médica em distintos níveis de complexidade de atendimento, em culturas diversas, ressaltando que as situações inerentes aos estágios extracurriculares podem produzir crescimento pessoal e maturidade emocional, pela relação diária com a comunidade na qual o/a aluno/a estará inserido. Os autores descrevem as experiências vividas por um estudante do curso de Medicina da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), em diferentes momentos da vida acadêmica e em quatro locais diferentes: Lima (Peru); Accra, capital de Gana (África); Porto Alegre (Brasil/RS) e Viçosa (Brasil/MG). Concluiu-se que estágios extracurriculares, nacionais e internacionais, em diferentes âmbitos socioculturais, contribuem para a promoção e o desenvolvimento de uma educação médica de qualidade.

Palavras-Chave: 

Estudante de Medicina; Estágios; Educação médica.

PDF_ico.png