APARTHEID NO BRASIL

Cleonice Leite de Souza Ferraz

Resumo

No Brasil é importante ressaltar que a população dos afrodescendentes está entre as comunidades mais pobres do mundo, com alto índice de mortalidade, tendo acesso limitado a serviços de saúde, educação, etc. As origens ou melhor, as raízes da segregação racial no Brasil não é um tema recente, dos dias de hoje e/ou da história do século XX. Este se apresenta no decorrer do século XIX, com a introdução de medidas socioeconômicas e políticas que impediram a mão de obra escravizada, no percurso das revoltas, nos conflitos e da abolição, de se tornar inovadora, proprietária e protagonista do espaço e do território brasileiro. Por todos esses motivos injustos contra os negros, é que o objetivo desse artigo é mostrar o que significa o sistema Apartheid, que foi considerado um crime contra a humanidade, deve ser estudado, e que algo tão desumano como este não ocorra novamente. A ideia dessa pesquisa é apresentar uma denúncia social que ocorre no Brasil com relação a segregação. Portanto, para que o problema do apartheid diminua e um dia desapareça do mundo, é necessário que haja mudança de paradigma e conscientização de toda população branca, que colonizou e é abastado porque explorou ou ainda explora principalmente os afrodescendentes e por isso os brancos devem direitos aos afrodescendentes, tais como a política de cotas nas Universidades, a extinção da discriminação e preconceito que existe desde o descobrimento, apenas dessa forma conseguiremos viver em um mundo com mais justiça e menos desigualdades sociais.

Palavras-Chave: 

Apartheid; Negros; Racismo; Desigualdades Sociais.

PDF_ico.png