MANIFESTAÇÕES E SENTIDOS DO ESTRESSE DOCENTE: ESTUDO QUALITATIVO COM PROFESSORES ESTADUAIS DO INTERIOR PAULISTA

Murilo Abreu, Roseli Fernandes Lins Caldas

Resumo

O presente estudo teve como objetivo identificar como o estresse se manifesta em professores do Ensino Médio da rede estadual de São Paulo e como eles lidam com essas condições de acordo com seu sentido pessoal. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas por telefone com 15 professores de escolas estaduais do interior de São Paulo e os dados foram analisados por meio da análise de conteúdo de L. Bardin. Os resultados foram divididos em algumas categorias e alguns trechos das respostas foram mostrados para valorizar as falas dos entrevistados, de acordo com as suas próprias palavras e sua visão de mundo. Foram identificados diversos estressores como atritos com a gestão, problemas com as famílias dos alunos, desvalorização da profissão pela sociedade, falta de apoio, conflitos com alunos, má implementação da progressão continuada e uso intenso de medicamentos, porém a forma como cada professor lida com os seus estressores é diretamente relacionada ao seu sentido próprio e suas experiências pessoais na docência. É necessário aumentar o número de pesquisas na área da saúde dos professores, principalmente estudos qualitativos, para que projetos de suporte a eles sejam criados e implementados com ciência das características particulares das relações ocupacionais vividas, tornando mais incisiva a efetividade da ação.

Palavras-Chave: 

Estresse; Saúde mental; Professores.

PDF_ico.png