AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE MATURIDADE DA METODOLOGIA “APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS”

Ândria Silveira Almeida, Kelly Virgínia Gabriel de carvalho, Annikaren de Oliveira Gomes, João Marcelo Vinhaes Cintra de Macêdo, Priscila Lima dos Santos, Débora dos Santos Tavares

Resumo

Este estudo visa avaliar o nível de maturidade da metodologia Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) utilizada na Universidade Federal de Sergipe-Campus Lagarto, por meio da percepção dos docentes e discentes dos oito cursos da área de saúde desta instituição: Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Fonoaudiologia, Odontologia, Enfermagem, Terapia Ocupacional e Nutrição. Trata-se de um estudo observacional, transversal, descritivo com abordagem quantitativa, realizado no período de 2014 a 2016 com os discentes e em 2016 com os docentes. A amostra foi composta por 64 tutores e 400 discentes, a fim de avaliar a percepção desses membros acerca do processo de ensino-aprendizagem ABP por meio da aplicação de um questionário. No ano de 2014 o nível de maturidade da ABP predominante (87%) classificou insuficiente. Já no ano de 2015, o nível predominante (31%) foi o regular, demonstrando evolução. Em 2016, constatou-se que o nível de maturidade predominante (29%) foi insuficiente, seguido do nível regular (28%), evidenciando leve declínio. Em relação aos docentes resultou em nível de maturidade regular, considerando-se relativa propriedade dos princípios da ABP, com nível de maturidade aceitável. Necessita-se assim que intensifiquem os esforços, estimulando a comunidade a atender todos os princípios da ABP.

Palavras-Chave: 

Ensino; Educação; Aprendizagem Baseada em Problema.

PDF_ico.png