DIVERSIFICAÇÃO DE ATIVIDADES NOS TEMPOS E ESPAÇOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL: A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR

Daniella Cristine Gomes Furlan

Resumo

Este artigo tem o objetivo de trazer discussões acerca da otimização dos tempos e espaços das escolas de Educação Infantil. A relevância do assunto se dá pela preocupação em ter o objetivo desta etapa de ensino alcançado, onde há espaços e tempos de e do brincar que muitas vezes não são explorados. Como problema de pesquisa entendemos que é preciso identificar como conseguir atender as demandas educacionais e brincar com tais alunos? E também como transformar a sala de aula e outros espaços e orientar as crianças em uma prática cotidiana diferenciada? Para tanto, temos por hipótese que para desenvolver atividades diversificadas nesses espaços, é possível criar possibilidades na própria sala de aula e nos espaços externos, por meio da linha do tempo, que organiza os tempos e espaços na escola, de forma que a criança possa seguir a rotina chegando ao mais próximo à sua realidade. Para discutir esse assunto foram trabalhados os seguintes assuntos, A Ludicidade na Aprendizagem e a Importância do Brincar, Os conceitos de desenvolvimento e aprendizagem à luz de Jean Piaget e Lev Vygotsky, A Diversificação dos Tempos e Espaços na Educação Infantil e Considerações Finais. Além disso, as considerações finais demonstraram que é possível desenvolver atividades diversificadas nos espaços escolares, até mesmo na própria sala de aula, implementando a linha do tempo e também utilizando os espaços externos com atividades desenvolvidas em paredes de azulejo, palco da escola, pátio, quadra, sala de leitura, sala de informática e outros espaços que a escola possa proporcionar.

Palavras-Chave: 

Tempos e espaços; Atividades diversificadas e Ludicidade.

PDF_ico.png