PATRIMÔNIO IMATERIAL DO RECIFE: UM TESOURO A SER PRESERVADO

Narapoam Soares de Souza, Maria das Graças Andrade Ataíde de Almeida

Resumo

O presente artigo pretende fazer uma abordagem sobre o patrimônio Imaterial no Recife – PE e a necessidade de sua preservação. Expõe os conceitos de patrimônio que contém várias ramificações como: Cultural, Histórico, Imaterial, Material, Arqueológico, Cultural, da Humanidade e Mundial, porém o foco da pesquisa é o patrimônio cultural ou imaterial. A busca pela identidade acontece através da luta, no que se aplica aos patrimônios, se faz necessário lutar por eles para que se mantenha na sua originalidade para que não sejam danificados destruídos. Assim como a ideia de cultura, o conceito de identidade está relacionado com as questões de semelhança e diferença. Provém da sensação de pertencimento com base na percepção das semelhanças entre os indivíduos de um mesmo grupo, é a compreensão das características culturais que filiam um ser humano a um grupo, a uma comunidade, a partir daí passamos a analisar a percepção que os seres têm de si mesmos dentro das sociedades onde se insere. Este trabalho elege como base os pressupostos teóricos formulados por: Almeida (2001); Candau (2019); Carvalho (2016); Corá (2014); Freyre (2007); Gaspar(2009) entre outros. Apresenta como modalidade instrumental teórico metodológico características da pesquisa qualitativa de caráter descritivo, analítico-interpretativo, a fim de resgatar e compreender a necessidade de preservação do patrimônio cultural.

Palavras-Chave: 

Patrimônio Imaterial – Memória – Identidade.

PDF_ico.png