A LEITURA E A (RE) CONSTRUÇÃO DE SENTIDOS: O NEGRO NA FOTOGRAFIA

Francisca Maria de Souza Ramos Lopes, Meiridiana de Oliveira Queiroz, Lúcia de Fátima Araújo dos Santos

Resumo

A escola é um espaço multicultural de diversas etnias. Com foco nessa afirmação, esta pesquisa discute a temática da diversidade étnico-racial, utilizando como ferramenta textos imagéticos como estratégia para o enfrentamento da dificuldade de ler e compreender e na perspectiva da construção de uma escola sem racismo. A proposta é investigar o posicionamento discursivo de alunos do 7º ano do ensino fundamental, a respeito da temática das relações étnico-raciais, analisando possíveis resistências, ou não, que interferem dentro e fora da escola. Metodologicamente, foi usada uma abordagem qualitativa, por meio da pesquisa ação, em seu caráter intervencionista. O embasamento teórico está centrado na Linguística Aplicada (LA) focando a vertente contemporânea da LA crítica, hibrida-mestiça; além de envolver estudos culturais e da educação, com destaque para pesquisas sobre etnias e identidades. Discussões essas atravessadas pela concepção bakhtiniana de que o discurso não se constrói do nada. Ele se constitui de propósito comunicativo, posto que é um fenômeno social em todas as esferas de nossa existência. O trabalho oportunizou discussões, produções e reflexões que muitas vezes são silenciadas na escola, trazendo um olhar crítico sobre a temática da diversidade cultural e racial e sua importância na construção da sociedade brasileira.

Palavras-Chave: 

Diversidade Étnico-racial; Leitura; Discurso; Dialogismo.

PDF_ico.png