OBJETOS DE REGISTRO NO CONTEXTO ESCOLAR

Renata Froes Nogueira

Resumo

O presente artigo tem por mote investigativo as potencialidades da agenda e do diário de classe nos processos de ensino aprendizagem. Por um lado, são artefatos organizativos e de normatização no sentido de manter os processos de ensino-aprendizagem enquanto unidade e integral, de forma a reconhecer avanços e dificuldades. Por outro, a depender de sua utilização e das concepções ideológicas envolvidas nas dinâmicas escolar, pode ser mecanismo de controle, disciplinamento e dominação. É nesse horizonte que se desenvolve as reflexões que se seguem, fundamentando-se no entendimento de que os processos de ensino-aprendizagem são permeados por diferentes fatores dialógicos, criativos e de intersubjetividades, ou seja, são processos de autonomização e emancipação dos sujeitos construídos de forma compartilhada. O paradigma que norteia a argumentação busca responder de quais formas tais artefatos escolares são capazes de potencializar as aprendizagem. A abordagem de análise da literatura é qualitativa, a partir de referenciais teóricos que versam sobre a temática.

Palavras-Chave: 

Agenda e Diário Escolares; Processos de Ensino-Aprendizagem; Educação Escolarizada.

PDF_ico.png