O ESTADO DO CONHECIMENTO SOBRE O ENSINO DE QUÍMICA EM ESPAÇOS NÃO FORMAIS

Camila Vitória Ineichen, Keysy S. C. Nogueira

Resumo

Nesta pesquisa realizou-se um estado do conhecimento de investigações sobre o Ensino de Química em espaços não formais de ensino entre os anos de 2000 a 2019. O mapeamento foi realizado na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) e no Catálogo de Teses e Dissertações da Capes por meio da busca pelas palavras-chave: “museu ensino”, “museu ensino de química”, “não formal química”, “museu de ciências” e “espaços não formais” nos campos: título, resumo e palavras-chave. Foram catalogadas 21 TDs pertencentes ao Ensino de Química que pertenciam, principalmente, a região Sudeste. Os principais participantes das TDs eram Licenciandos em Química, seguidos por estudantes da Educação Básica. Nas TDs o principal tema pesquisado foi o ensino em espaços não formais e a principal estratégia de pesquisa/ensino foi a entrevista semiestruturada. Das 21 TDs, 18 (D1, D2, D3, D4, D6, D7, D8, D9, D12, D13, D14, T1, T2, T3, T4, T5, T6 e T7) definiam espaços formais e não formais de ensino e apenas 3 (D5, D10 e D11) não definiam esses conceitos. Os resultados sugerem que as pesquisas sobre o Ensino de Química em espaços não formais ainda são incipientes quando comparadas as desenvolvidas em outras áreas.

Palavras-Chave: 

Ensino de Química; Espaços não formais; Estado do conhecimento.

PDF_ico.png