A CRIANÇA E A PROPAGANDA

Karoline Moreira Lima

Resumo

Este artigo tem como objetivo refletir a influência da propaganda sobre a constituição da subjetividade infantil no que concerne a construção de seus valores e maneiras de ser na infância. Para tanto buscaremos na teoria dos estágios de desenvolvimento da criança de Piaget a compreensão sobre as formas como as crianças amadurecem psiquicamente. Tomando por base a bibliografia produzida por um órgão intensamente ligado à defesa da infância livre do consumo, buscamos compreender como a propaganda é agressiva às necessidades da infância. Para isto utilizamos a metodologia da pesquisa bibliográfica. Considera-se que há necessidade de cuidado dos adultos em relação à exposição das crianças aos conteúdos televisivos, em especial das propagandas, que visam apenas o lucro e não os aspectos do desenvolvimento psicológico das crianças, massificando modos de ser e diminuindo sua criatividade na medida em que oferece produtos que cada vez mais são sofisticados e pouco interativos.

Palavras-Chave: 

Propaganda; Infância; Consumo.

PDF_ico.png