HUMANIZAÇÃO DAS ESCOLAS EM TEMPO DE PANDEMIA:
HUMANIZAR É PRECISO

Francis Fernando Lobo

Resumo

O presente artigo evidencia as ações pedagógicas realizadas durante a PANDEMIA COVID19, no ano letivo de 2020. As atividades foram desenvolvidas por meio dos componentes curriculares de Filosofia, Sociologia e História da Unidade de Ensino ETEC Padre Carlos Leôncio da Silva, da cidade de Lorena-SP. Tais ações, aplicadas de forma remota, proporcionaram o resgate do verdadeiro significado da palavra HUMANIZAR utilizando-se de temáticas como: vida em sociedade e conviver e melhorar. Dificuldade na vivência prática dos valores humanos que culminam em indesejáveis problemas de convivência como, por exemplo: homofobia, racismo, qualquer manifestação de bullying, preconceitos e intolerâncias, despertaram o interesse em preencher os espaços escolares com “rodas de conversa” e “ações sociais coletivas”. Fatores como estes que promovem o baixo rendimento, alunos em regime de progressão parcial de estudos (PP), retenção e finalmente a evasão escolar. Junckes (2010), ressalta que a homogeneidade, a padronização, a valorização do “ter” sobre o “ser” se reproduzem e aparentemente se instalam, havendo pouco espaço institucional para a diferença que, acaba por se transformar em resistência cultural e muitas vezes abrupta, espalhando a insegurança, o sofrimento e ameaçando a vida das pessoas em sociedade, que por sua vez observa com desconfiança. Batista (2010), destaca que a educação deve elevar o indivíduo à compreensão do mundo e não à acumulação de conhecimentos. Também evidencia que a sociedade vigente se caracteriza pela enorme quantidade de informações à disposição dos sujeitos, mas também pelo analfabetismo desses em relação ao seu lugar nesse mundo da informação. Uma sociedade confusa, tanto pela ânsia de acúmulo de capital quanto pela falta de educação real, que não seja o acúmulo de informações. Fachini (2009), ressalta que para uma sociedade se constituir de maneira bem sucedida, ela deve favorecer, em todas as áreas da convivência humana, o respeito à diversidade que a compõe. Um país só alcança seu pleno desenvolvimento, se garantir a todos os cidadãos, sejam eles crianças, jovens, adultos ou idosos, as condições para uma vida digna, de qualidade física, psicológica, social e econômica. As atividades foram realizadas de forma dinâmica, coordenadas por grupos de alunos voluntários, no contraturno escolar, orientadas pelo Professor dos componentes. Os debates e reflexões, contemplaram todos os principais temas relacionados à convivência social no ambiente escolar e na sociedade como um todo. Propiciaram reflexões e planos de ação, promovendo a prática da cidadania, e a melhor convivência entre todos. Os resultados esperados foram alcançados e durante o processo de avaliação, os alunos apontaram como muito relevante as ações do projeto e a necessidade da existência do mesmo, desejável por todos.

Palavras-Chave: 

Humanizar; Cidadania; Conviver; Resgatar; Reflexões.

PDF_ico.png