A PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL NA TEORIA DO COMPORTAMENTO INTERPESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO NO BRASIL GLOBALIZADO

Claudio Noel de Toni Junior

Resumo

O ato de lidar com pessoas no ambiente de trabalho, especialmente nos dias atuais onde a competição está cada dia mais acirrada para a conquista de uma vaga no mercado de trabalho com mais de 13 milhões de pessoas desempregadas, faz com que as pessoas envolvidas na Psicopedagogia Institucional foquem as realidades brasileiras em estudos por meio de análise de casos e referencial metodológico para que haja harmonia entre as pessoas, para que não haja intrigas, sinergia positiva é mostrar o que cada um sabe, para que haja o complemento de um todo, com isso todos ganham, a empresa, os empregados e os clientes dessa empresa, tarefa não muito fácil nos dias de hoje, não apenas pelo aspecto da competição entre pessoas, que faz com que algumas tomem atitudes não éticas com o próximo para galgar uma progressão funcional, por exemplo, mas sim do eu que existe dentro da moral ética em cada um, que independe do emprego, por exemplo, por isso procura-se neste estudo esboçar uma análise sobre as teorias psicológicas do ser humano, para entender sua relação com o outro, no ambiente de trabalho de uma empresa, seja pública ou privada, suas conexões e vivências a partir da Psicologia da organização para que se possa compreender atitudes, desejos, vícios, interpretar impulsos das pessoas e mostrar que comportamento organizacional é competitivo, porém há o limite do respeito e da dignidade humana que não deveria ser ultrapassada pela concorrência na busca de um emprego ou na sua permanência nele.

Palavras-Chave: 

Competição; Ambiente organizacional; Sinergias, Comportamento.

PDF_ico.png