PRÁTICAS DOCENTES ÉTNICO-RACIAIS: UMA POSSIBILIDADE DE APLICAÇÃO DA LEI 11.645/08

José Thiago Silva dos Santos, Adriana Rafael da Silva, Joice Pereira Belém, Josinaldo Monteiro da Silva, Paulo Sóstenes Silva Nascimento

Resumo

Este artigo tem a intenção de refletir a prática docente quando são trabalhadas em sala de aula temáticas étnico-raciais de acordo a lei 11.645/08. Inicialmente, discutir-se-á brevemente as questões indígenas, bem como a luta do movimento indígena na busca por direitos renegados no decorrer de nossa história buscando, desse modo, seus espaços em nossa sociedade. Num segundo momento se relatará a experiência em sala de aula proporcionada pelo PIBID (subprojeto História UEPB Campus III) realizada na escola Estadual de Ensino Médio Monsenhor Emiliano de Cristo durante o ano de 2017 na cidade de Guarabira - PB. Lá desenvolvemos o projeto Identidade/cidadania indígena no século XXI que tinha por objetivos aproximar o indígena dos nossos alunos e, porventura, sanar alguns preconceitos encontrados com relação aos grupos indígenas presentes na sociedade. Como aporte teórico para desenvolver este trabalho irá se utilizar, na perspectiva de conhecimento do movimento e das lutas indígenas, Munduruku (2012) e como reflexão da prática docente na sala de aula as autoras Shimidt (2009) e Bittencourt (2009).

Palavras-Chave: 

Prática Docente; Questões Indígenas; PIBID.

PDF_ico.png