PANDEMIA E EDUCAÇÃO: DIFICULDADES DA INCLUSÃO DO DISCENTE PRESENCIAL NA MODALIDADE EAD

Erivan Glaucio Fleury da Costa Soares, Marilia Nunes de Souza Olimpio, Ericson dos Santos Olimpio, Paula Roberta de Menezes Guimaraes, Flavio José Ribeiro Guimarães, Jerfeson de Barros Soprano, Ralyne Lima de Souza Guerreiro

Resumo

Este relato de experiência profissional retrata um trabalho desenvolvido com um grupo de alunos de cursos da área de gestão do nível superior. O objetivo do trabalho foi identificar, mapear, e elaborar estratégias de ações para que o processo de construção educacional durante o momento ímpar de pandemia vivido em nossa sociedade tivesse o resultado mais assertivo dentre as possibilidades destoantes do cenário apresentado. Assumindo a inferência de estarmos atuando com uma população que obrigatoriamente optou no início de sua vida acadêmica pela modalidade presencial no modelo de ensino, o trabalho buscou compreender que restrições estes alunos trazem consigo, considerando a própria contextualização socioeconômica e cultural. Participaram do grupo, cinquenta e cinco (55) adultos de ambos os sexos, com idades entre dezoito (18) e quarenta e cinco (45) anos. Foram realizadas doze aulas em sistema de vídeo conferência no período entre março e maio de 2020. Foram levantadas as principais dúvidas e dificuldades que os alunos apresentaram nesta nova modalidade e elaboradas aulas direcionadas, utilizando diversas ferramentas e técnicas, com utilização de estratégia colaborativa, associados a vários recursos de sua própria utilização rotineira como aplicativos de conversa em celulares. A experiência permitiu compreender as características e peculiaridades do grupo e planejar orientações direcionadas para que a experiência seja mais assertiva em outros grupos.

Palavras-Chave: 

Educação; Tecnologia; Capacitação.

PDF_ico.png