LITERATURA MATO – GROSSENSE:
LEITURA LITERÁRIA E IMAGÉTICA

Juliana Fernandes da Silva, Sílvia Maria dos Santos Stering

Resumo

Esta pesquisa objetiva estudar as ilustrações de Ricardo Leite (2008), que trazem a ideia proposta pelos autores, sob o olhar da cultura local com valores históricos e viagem ao imaginário dos leitores. Conferência no Cerrado de Durval de França e Cristina Campos (2008), foi escolhida por trazer para a escrita literária elementos da diversidade local, propiciando ao leitor mirim contextos e vivências de identificação com traços culturais que marcam a produção regional, e também sendo enfatizados pelas ilustrações. Apresentamos o conceito de cultura, dentro dessa premissa, os variados significados de cultura; com isto abrindo um horizonte de alternativas perante diversos assuntos, também abordamos sobre a cultura mato-grossense e suas lendas, tomando como suporte para explicações das lendas, pois o livro é contemplado por seres lendários que compõem a história do imaginário mato-grossense. Buscamos suprir conceitos sobre a ilustração e sua relação com a literatura infantil; que nos serve de aporte para análise das ilustrações da obra, pois assim notamos o diálogo que há entre ambos os textos (texto escrito) e (texto como figuras), valorizando suas especificidades. Por fim, apresentamos a análise de Conferência no Cerrado, de Durval de França e Cristina Campos, objetivando relacionar texto e ilustração. Com isto, as ilustrações de Ricardo Leite (2008), destacam o verde predominante nas paisagens de Mato Grosso, desde a capa até o verso do livro, o ilustrador se utiliza das cores quentes para enfatizar a importância da temática de cunho informativo.

Palavras-Chave: 

Conferência no Cerrado; Ilustração; Cultura; Literatura Infantil e Juvenil; Mato Grosso.

PDF_ico.png