EDUCACÃO INCLUSIVA E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC’s), PARA OS ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA FÍSICA EM SALA DE AULA

Luciana Maria Delarissa

Em um mundo em profundas e aceleradas transformações, as tecnologias emergem como uma área de conhecimento e de pesquisa que tem se revelado como um importante horizonte de novas possibilidades para a autonomia e inclusão social dos alunos com deficiência na busca de entender e discutir como a instituição “Escola” tem percebido e vivenciado essas possibilidades em suas práticas e processos, principalmente os selecionados com a Educação Inclusiva. Este estudo teve como principal objetivo a contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) utilizadas no atendimento educacional de estudantes com NEE. Para tanto, além de conhecer estas tecnologias, foi necessário compreender a forma em que se apresentam e para que servem, bem como onde e como estão inseridas no cotidiano escolar. O estudo apontou para a necessidade de se investir na formação do professor que atua nas SRM para o uso de Tecnologia Assistivas e sinalizou para a necessidade de formação de professores das salas comuns (regulares) para utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação na sua prática pedagógica com os estudantes com Necessidade Educacional Especial, de forma a possibilitar a aprendizagem e o desenvolvimento de habilidades. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo objetivando responder à pergunta “quais as tecnologias assistivas e recursos que são usados como ferramentas para o ensino-aprendizado do estudante com deficiência física e quais as dificuldades enfrentadas pelos professores.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Aprendizagem; Deficiência Física; Educação Inclusiva; Tecnologias da Informação e Comunicação.

Baixar texto completo

PDF_ico.png