DIVERSIDADE E SENSIBILIDADE NO ENSINO DE ARTE

Regina Mara Curtolo Belém

Este Artigo é resultado de uma Pesquisa sobre “A Diversidade e a Sensibilida-de no Ensino de Arte” cujo objetivo é perceber a importância das diversidade que há nas manifestações artísticas da Arte enquanto disciplina extrapola os muros escolares, ou seja, temos uma escola cada vez mais diversa e existe a necessidade para educar para a sensibilidade de ver, maravilhar-se e encantar-se com o mundo, com as coisas e com as possibilidades que o conhecimento proporciona para os seres humanos para a construção de uma sociedade mais sensível e mais humana em que o ser humano é visto na sua totalidade. A presente pesquisa é de cunho bibliográfico e conta com os aportes teórico me-todológicos de Chauí (2003); Coelho (1999); Duarte Jr. (1991, 2000, 2004); Iavelberg (2003); Le Breton (2003, 2007) entre outros que abordam a temática proposta. A Arte vai além de uma simples leitura e representação, compete ao ser humano se sensibilizar em uma Escola em constante transformação em o desafio e aceitar as mudanças no processo de ensino-aprendizagem de forma que a Escola se torne cada vez mais diversa, humana, sensível e que prepare os novos cidadãos para nos novos paradigmas que a sociedade contemporâ-nea na imanência da história.

RESUMO:

Palavras-Chave: 



Diversidade; Arte; Sensibilidade; Ensino; Aprendizagem

Baixar texto completo

PDF_ico.png