DESIGN THINKING: SIMULAÇÃO DE GESTÃO ESCOLAR NA LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

Paulo Sergio de Sena

Maria Cristina Marcelino Bento

Luciani Vieira Gomes Alvareli

Neide Aparecida Arruda de Oliveira

Este trabalho se deu na forma de simulação de gestão escolar que explorou a ferramenta Design Thinking como geradora de ideias, resolução de problemas e inovação de forma coletiva entre os licenciandos em Pedagogia em uma Instituição de Ensino Superior Salesiana, futuros docentes e gestores da Educação Básica. Os objetivos principais da atividade foram: 1. testar uma ferramenta de gestão e criação de produtos e serviços para compor o leque de alternativas de intervenção pedagógica nos espaços de aprendizagem; 2. desenvolver a habilidade dos profissionais de educação no processo de tomada de decisão quanto às atividades pedagógicas nas escolas. A proposta ocorreu a partir da seleção de uma Atividade de Educação Ambiental para uma escola de Ensino Fundamental referenciada por um Projeto Pedagógico permeado pelos princípios da Carta da Terra (UNESCO). A simulação se deu na disciplina de Ecopedagogia e contou com as fases do Design Thinking: Imersão; Ideação; Prototipagem; Implementação do protótipo; Teste. Quanto às atividades de Educação Ambiental, houve a recusa das duas apresentadas, visto que alcançaram somente 31,25% dos princípios da Carta da Terra. O que se destacou no processo foi o uso do Design Thinking para organizar a tomada de decisão dos futuros gestores das escolas.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Design Thinking; Gestão Educacional; Trabalho colaborativo.

Baixar texto completo

PDF_ico.png