A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS

Maria Souza Lima

A imaginação como um ato especial de concretizar o lugar em que as muitas e possíveis realidades se tocam para conspirar a favor do homem. Imaginar, sonhar, fabular e narrar é parte integrante do ser racional, capaz de tornar toda e qualquer realidade sensível por meio do ato de pensar e interagis com o real. Dessa forma o imaginário é composto de pensamentos e faz-se espaço privilegiado para a criação artística. As imagens surgidas no meio do povo vão se agrupando para, em comunhão, formarem o imaginário coletivo, ou seja, um conjunto de crenças, valores, enfim, representações que significam a visão de mundo de determinado grupo a qual chamamos de pensamento logico. A entrada no mundo da linguagem permitiu o acesso à cultura, consequentemente, a vida passa a ter outro sentido e chega à consciência de que, mais do que mero produto de coisas e conhecimentos, o homem é possuidor de uma alma que deseja a transcendência e a plena amplitude alcançadas pela dimensão estética da arte. Assim, a palavra ganha a força do poético para se tornar numas das formas mais sagradas de revelar a vida no individual e no coletivo.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Imaginação; Pensamento; Arte.

Baixar texto completo

PDF_ico.png