A INFLUÊNCIA DO BULLYING NO COMPORTAMENTO DO EDUCANDO

Aurélia de Fátima de Araújo

Bullying é um termo inglês para descrever atos de violência física ou psicológica, intencional e repetida, praticada por um indivíduo, ou mais indivíduos. E são capazes de causar dores, angústia, e tem o objetivo de intimidar ou agredir a outra pessoa. Devido ao fato de ser um fenômeno que só recentemente ganhou mais atenção, o assédio escolar ainda não possui um termo específico consensual, sendo o termo bullying (do inglês bully, tirano ou valentão) constantemente utilizado pela mídia de língua portuguesa. No Brasil, o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa indica a palavra bulir como equivalente a mexer com, tocar, causar incômodo ou apoquentar, produzir apreensão em fazer caçoada, zombar e falar sobre, entre outros. Por isso, são corretos os usos dos vocábulos derivados, também inventariados pelo dicionário, como bulimento (o ato ou efeito de bulir) e bulidor (aquele que pratica o bulimento). Existem, entretanto, alternativas como acossamento, ameaça, assédio, intimidação, além dos mais informais judiar e implicar, além de diversos outros termos utilizados pelos próprios estudantes em diversas regiões.
Nos últimos anos percebe-se um aumento assustador da agressividade e violência de todo o mundo, tornando-se parte do cotidiano do aluno. Pode-se disser que este se apresenta como um dos principais e mais complexos problemas a ser superados por todos nós, principalmente, educadores.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Bullying; Violência Escolar; Comportamento.

Baixar texto completo

PDF_ico.png