PAULO FREIRE E A PESQUISA EDUCACIONAL

Elisa Maria Machado Zamat

O presente artigo pretende analisar de maneira qualitativa algumas contribuições de Paulo Freire (1986), para a pesquisa educacional brasileira, sobretudo no que diz respeito à formação docente no curso de graduação. Amparado em Bernard Charlot (2006), o trabalho pensa as pesquisas na área de educação vistas como depositárias de outras ciências, inserindo, depois, algumas das bases epistemológicas freireanas para refletir sobre as pesquisas em educação, além de dar suporte para se pensar a educação de forma ampla.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Pesquisa educacional; Paulo Freire; Bernard Charlot.

Baixar texto completo

PDF_ico.png