A DISLEXIA EM CRIANÇAS NA FASE DE ALFABETIZAÇÃO

Ariane Mayumi Fujita

O presente artigo tem por finalidade analisar as implicações da dislexia em crianças em fase de alfabetização, bem como o papel da Psicopedagogia na dislexia e estratégias que podem ser usadas para desenvolver um plano de trabalho psicopedagógico com educandos disléxicos. A dislexia é um dos vários distúrbios de aprendizagem associado à leitura e à escrita que precisa ser diagnosticado por uma equipe multidisciplinar, visto que o disléxico necessita de acompanhamento em seu processo de aprendizagem. Segundo dados da Associação Brasileira de Dislexia aproximadamente 10 a 15% da população mundial tem dificuldade na aprendizagem, sendo que a maior incidência não ocorre em função da má alfabetização, da desatenção, da condição socioeconômica ou da baixa inteligência, mas sim da dislexia, que merece toda atenção por parte dos gestores de política educacional, especialmente a de educação especial. A dislexia não tem causa definida e é um problema neurológico, genético e geralmente hereditário, caracterizado pela dificuldade acentuada na leitura, escrita, soletração e ortografia. Geralmente diagnosticada durante o período de alfabetização, ela é responsável por altos índices de repetência e evasão escolar.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Educação; Dislexia; Dificuldades de Aprendizagem.

Baixar texto completo

PDF_ico.png