CANDOMBLÉ – UMA RELIGIÃO BRASILEIRA

Rogério Fraulo

As religiões de matrizes africanas, desde a chegada forçada do povo negro ao Brasil, no processo de colonização, sempre foram vítimas de preconceito e discriminação, por serem consideradas vindas de um povo inferior e pagão, tendo o Cristianismo e o eurocentrismo como referências. Ainda hoje, com o avanço do radicalismo religioso no Brasil, essas religiões continuam marginalizadas e até mesmo odiadas por parte da população. Apesar disso, é inegável a contribuição dos negros africanos em nossa formação e identidade cultural e estas religiões – em especial o Candomblé – e suas mitologias fazem parte de nossa História e Cultura. Se faz sumamente importante que, como educadores, trabalhemos no combate ao preconceito e no reconhecimento desses aspectos culturais como nossos. Apresenta-se então, para o conhecimento dos leigos, aspectos sobre o Candomblé e seus rituais de louvor, a fim de promover uma quebra de paradigma e desmistificar este culto como inferior ou indigno.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Baixar texto completo

PDF_ico.png

História; Religião; Candomblé; Orixás; Cultura; Brasil; África.