AS DIFERENTES LINGUAGENS NO ENSINO DE GEOGRAFIA

Geisa Aparecida Peral

O artigo é fruto de uma experiência com ensino de Geografia nas séries iniciais em uma Escola Estadual (Ensino Fundamental II). Esse ensino possui especificidades didáticas, pedagógicas e desafios aos quais os “geógrafos e educadores” podem aproximar o processo de ensino-aprendizagem ao universo vivido e percebido, pelos educandos, para conceber um espaço geográfico mais humanitário. Os procedimentos metodológicos delinearam-se em revisão bibliografia e reflexão-ação da prática de ensino em sala de aula. Em síntese, observou-se que há vários desafios (alcançar a totalidade-mundo, autonomia, à relação espaço-tempo corpo e outros). A pesquisa como metodologia alternativa a ser trabalhada nas aulas de Geografia se faz necessária a partir do momento em que se compreende que um dos motivos que geram o desinteresse dos alunos é a ausência de uma maneira de se abordar os conteúdos de forma a aguçar a curiosidade e a criatividade fazendo com que o aluno se torne capaz de buscar novas informações independentemente. Dentro desta perspectiva está a experiência de uma metodologia voltada para o estudo das artes visuais contextualizando o ensino-aprendizagem.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Baixar texto completo

PDF_ico.png

Novas Metodologias; Desafios didáticos; Ação-Reflexão.