A NEUROCIÊNCIA E SUA METODOLOGIA NA EDUCAÇÃO

Adriana Mendonça Garcia Fiorini

O objetivo deste artigo foi compreender utilização de linguagens didáticas e pedagógicas no estudo da neurociência e tais como suas dificuldades e impedimentos para a aprendizagem e assimilação visando uma assistência metodológica adequada em prol de uma reflexão sobre a utilização de linguagens alternativas, desvendando os mistérios que envolvem o cérebro humano no momento da aprendizagem, facilitando ao neuro-educador materiais importantíssimos sobre o funcionamento do cérebro e dessa forma como se processam a imagem, a memória, o esquecimento, o humor, a atenção, o sono e os medos voltados para o desenvolvimento infantil e os processos envolvidos na assimilação acadêmica. O uso da neurociência facilitou aos educadores a compreensão dos transtornos comportamentais e de aprendizagem e deve ser aliada na relação ensino-aprendizagem, tendo um papel fundamental no desenvolvimento e crescimento da estrutura funcional do aprendizado do discente, podendo ter uma influência satisfatória sobre os resultados a serem atingidos, se o docente souber utilizar esta pratica metodológica de um modo sistematizado e com planejamento adequado, vai notar que a neurociência se constitui uma atual e aliada do educador no contexto escolar, integrando e identificando o aluno como ser único, atuante, participativo e pensante em toda a sua plenitude.

RESUMO:

Palavras-Chave: 

Baixar texto completo

PDF_ico.png

Neurociência; Educador; Aprendizagem; Aluno.