AS VARIEDADES DO PORTUGUÊS E O PRECONCEITO LINGUÍSTICO: POR UMA SOCIEDADE MELHOR

Thais Meira Albuquerque

A norma-padrão considerada a única forma aceitável de falar e escrever corretamente, despreza qualquer outra variedade da língua. Sabendo-se que estas variedades existem e são comprovadas cientificamente e condenar tal variedade implica em considerar quem a usa, inferior e deficiente, portanto, ocasionando o preconceito linguístico. E, quem sofre com este preconceito são as classes menos privilegiadas social e economicamente e que não tiveram acesso ou frequentaram pouco a escola. Com esta pesquisa busca-se encontrar uma solução para que as variedades sejam reconhecidas e o preconceito seja amenizado, já que para ser abolido é um processo difícil e lento.

RESUMO:

Norma-padrão; Variedade linguística; Preconceito linguístico.

Palavras-Chave: 

Baixar texto completo

PDF_ico.png