EDUCAÇÃO INFANTIL: APRENDER BRINCANDO OU BRINCANDO DE APRENDER - MITO OU VERDADE?

Hildeci de Souza Dantas

Resumo

O artigo em tela traz um questionamento simples acerca do que se prega entre o aprender brincando e o brincar para aprender – mito ou verdade? Em tese a proposta a que se submete o autor é procurar discutir o que há de verdade ou mito entre o aprender brincando ou brincando de aprender. Sua discussão tem apreço por uma abordagem qualitativa e o tipo de pesquisa é bibliográfico. Em tal sentido, o objeto de estudo se desvela por buscar entre os autores a performance da educação infantil enquanto ensino-aprendizagem e seu teor e forma se sobressai por um aporte-chaves, a saber: infância, mundo infantil, ser criança, brincar e aprender. Contudo, tais aportes tem respaldo nos autores como (AROEIRA, 1996); (ANTÔNIO, 2007); (BARBOSA, et al, 2011); (BARBOSA, 2017); (DIAS, 2010); (GUEDES, 2021); (KISHIMOTO, 1996); (LIMA, 2007); (MENDES, 2014); (MOREIRA, 2007); (OLIVEIRA, 2010); (OLIVEIRA, 2011); (RIVORÊDO, 1998); (SEGAT, 2017); (SERRÃO, 1999); (SOUZA, 2018); (SILVA, 2015); (SUAREZ;MOTA;VAZ, 2022). Ademais, o trabalho encontrou achados que demandam em tela, tal apreço, para a discussão da diferença entre brincar e aprender versus brincar aprendendo e, como tal, aprender brincando e brincando de aprender. Para tanto, por mais que o docente atue de modo operante entre os atos: brincar e aprender nem sempre se aprende brincando ou brincando se aprende. Igualmente, tudo depende unicamente do teor e da forma como cada discente/docente se dispõem a aprender brincando ou brincando para aprender. Por sua vez, o papel recai sobremaneira na forma como cada docente estabelece sua agenda didática, sua política de ensino, sua forma de apreciar e entender ô por que de existir tal possibilidade de aprender brincando ou brincando de aprender. Por fim, a educação infantil tem um repertório de linhas de aprendizagens e, tudo depende da forma como cada escola está inserindo em seu currículo escolar tais aportes-chave. Ainda a esse respeito, é na educação infantil que todo o modelo mental-docente é apresentado como uma forma de ensinar para aprender brincando uma vez que é nessa fase educacional que toda criança precisa desse espaço: brincar e aprender. Porém, nem sempre isso acontece, pois, a soma do teor disciplinar com a forma de ensinar é o diferencial competitivo educacional como um todo.

Palavras-Chave: 

Educação Infantil; Docente e Discente; Aprender e Brincar; Mito ou Verdade.

PDF_ico.png