A ARTE NOS JOGOS INFANTIS - IMAGINAÇÃO E DIVERSÃO

Priscila Braz dos Santos

Resumo

Opta-se por discorrer sobre a brincadeira e os jogos infantis, pois encontra-se muitas dificuldades para se trabalhar, porque a metodologia antes usada já não surte mais efeito e precisamos de ideias inovadoras para atrair nossos alunos. Observando o cotidiano das crianças na Educação Infantil percebe-se como elas se sentiam atraídas por jogos e brincadeiras “diferentes” e “simples”. Foi nesse momento que comecei a perceber que poderia usar as brincadeiras e jogos para facilitar o processo de alfabetização dessas crianças e trabalhar com um currículo integrado. Pesquisei e descobri que os jogos são fundamentais e podem ser divididos em três fases que são jogos de exercícios, jogos simbólicos e jogos de regras e que cada um, de acordo com suas regras exerce um papel fundamental para o desenvolvimento psicomotor de cada criança, bem como para cada faixa etária. Aprendemos que a infância é tempo de diversão, educação e lazer. A arte está relacionada quando focamos a satisfação e a imaginação enquanto a criança está vivenciando suas experiências no ambiente escolar.

Palavras-Chave: 

Arte; Brincadeiras; Jogos; Educação; Currículo.

PDF_ico.png