AVALIAÇÃO DAS AÇÕES DE PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO NOS NÍVEIS DE ATENÇÃO À SAÚDE: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Eduarda de Jesus Neri, Thaíssa Maciel da Silva, Marize Fonseca de Oliveira, Rangel Lima Costa, Maria Daiane Ferreira da Cunha Araújo

Resumo

O aleitamento materno (AM) é universalmente recomendado como o método preferencial de alimentação infantil, por proporcionar vários benefícios reconhecidos cientificamente, impactando na diminuição da morbimortalidade infantil. A prática possui consequências a nível de sociedade, haja vista a contribuição com a qualidade do meio ambiente ao reduzir a produção de resíduos, a cooperação com a economia financeira da família e do Estado, sendo considerada prioritária pela Política Nacional de Saúde da Criança e Aleitamento Materno. Este trabalho teve como objetivo avaliar as ações de promoção, proteção e incentivo ao aleitamento materno nos níveis de atenção à saúde, bem como a participação efetiva do profissional de saúde e a eficácia das políticas públicas de promoção ao AM na sua prevalência e duração. Trata-se de uma revisão de literatura na qual foram analisados 16 artigos nas bases de pesquisa científica SCIELO, LILACS, PUBMED, MEDLINE e Google Acadêmico, publicados entre 2010 e 2015, além de livros. Os resultados evidenciaram que, apesar da existência de algumas estratégias para a promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno no país, os indicadores ainda se encontram abaixo do que é preconizado pelos órgãos de saúde. Assim, para que se obtenham resultados satisfatórios, é necessário que os profissionais e unidades de saúde e gestores se comprometam com a causa, mostrando-se ativos nas ações, exercendo a educação continuada e fornecendo apoio e compreensão com as lactantes, considerando as suas particularidades e realidades socioculturais.

Palavras-Chave: 

Aleitamento Materno; Políticas Públicas; Atenção Primária; Atenção Básica; Saúde Pública.

PDF_ico.png