ANÁLISE DA APLICAÇÃO DAS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS EM CURSOS MÉDICOS DO DISTRITO FEDERAL

Patrícia de Mello Faria Horta Barbosa, Conrado Carvalho Horta Barbosa, Eduardo Carvalho Horta Barbosa, Janine da Silva Pires Horta Barbosa, Giovanni Gonçalves de Toni, Victor Costa Wichrowski

Resumo

A graduação médica vem passando por mudanças nas últimas décadas, visando atender demandas do Sistema Único de Saúde. Para tanto as escolas estão passando por uma reorientação de seus currículos, de forma a capacitar os egressos para atuação como generalistas, capazes de atuar nos diferentes níveis de atenção à saúde, a partir do eixo integrador da Atenção Primária à Saúde. Neste sentido foram publicadas as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Medicina (DCN) 2001 e 2014. O objetivo deste estudo foi analisar o perfil dos egressos de Cursos de Medicina do Distrito Federal quanto as competências e habilidades descritas nas DCN’s pela análise do projeto político pedagógico das instituições, aplicação de um questionário estruturado e realização de entrevista semiestrutura à egressos de dois Cursos de Medicina do DF no primeiro semestre de 2021. Observou-se que a maioria das competências listadas pelas DCN’s foram trabalhadas com propriedade durante a graduação pela autoavaliação dos estudantes. Entretanto, observa-se dificuldades nas competências listadas no campo de Gestão em Saúde, sendo o campo pior avaliado pelos estudantes. No campo de Atenção em Saúde, os egressos demonstraram insegurança na atuação em situações de emergência e trauma, sugerindo a necessidade desta competência ser reforçada nos currículos.

Palavras-Chave: 

Currículo; Medicina; Sistema Único de Saúde; Educação.

PDF_ico.png