A EVOLUÇÃO DA ESCRITA PARA PERCUSSÃO NO SÉCULO XX

Felipe Aparecido de Mello

Resumo

Este artigo intenta remontar as diversas transformações ocorridas na escrita musical no século XX, enfatizando principalmente o repertório para percussão musical de forma geral. Evidentemente que uma plêiade de compositores configuram forte destaque neste âmbito e, neste sentido, faz-se necessário mencionar compositores que foram basilares, entre eles: Igor Stravinsky, Arnold Schoenberg, Béla Bartók, Paul Hindemith, Carl Orff, Aaron Copland, Darius Milhaud, Olivier Messiaen, Dmitri Schostakovich, Karlheins Stockhausen, Edgar Varèse, Pierre Schaeffer, Iannis Xenakis, Pierre Boulez, bem como figuras brasileiras e latino-americanas contidas nos nomes de Amadeo Roldán, José Ardével, Carlos Chávez, Alberto Ginastera, Hans-Joachim Koellreutter, Marlos Nobre, Willy Corrêa de Oliveira, Rogério Duprat, Gilberto Mendes, Flo Menezes, Ney Rosauro, entre inúmeros outros. Em detrimento do reduzido espaço deste texto apenas alguns destes nomes serão apresentados, bem como os respectivos excertos composicionais, mesmo porque, esta investigação objetiva exemplificar mudanças pontuais ocorridas no repertório para percussão no século XX, abstendo-se do estado da arte que um texto de maior porte poderia melhor desenvolver sobre este assunto.

Palavras-Chave: 

Escrita musical; Música para percussão; Século XX.

PDF_ico.png