A ESCOLA QUE TEMOS X A QUE PRECISAMOS TER!

Elizabete Lima de Matos Pedrosa

Resumo

A história da educação brasileira transpassa momentos muito peculiares, seguindo a própria construção política e os interesses do status quo, mantendo-se estagnada frente as mudanças mundiais, desconsiderando as necessidades de sua sociedade. Cabe a escola, mais que transmitir os conhecimentos cientificamente construídos ao longo da história do próprio homem, assumir a responsabilidade da formação do aluno em um cidadão crítico, criativo, inovador, capaz de tomar para si esse conhecimento e, de acordo com seu contexto social, reproduzir os saberes necessários para sua própria evolução e desenvolvimento, modificando sua realidade de acordo com suas necessidades, seus desejos e em prol do coletivo. Cabe a escola romper com o paradigma de instituição de formação social para a manutenção do status quo, onde o homem deve estar apto ao mercado de trabalho e a continuar a história de seus antecessores. A verdadeira escola transformadora deve ser capaz de tornar seu aluno em um cidadão crítico, pensante e transformador, capaz de reconhecer seu papel na mudança que deseja.

Palavras-Chave: 

Educação; Transformação; Sociedade; Cidadania.

PDF_ico.png