AS CRIANÇAS, OS JOGOS E AS BRINCADEIRAS NO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM

Danielle Pereira França Valenzi

Resumo

O jogo é uma atividade voluntária que se realiza dentro de limites temporais e espaciais, segundo regras absolutamente obrigatórias, embora livremente aceitas, uma ação que tem um fim em si mesma e é acompanhada de tensão e alegria, e da consciência de sendo diferente da vida comum. Portanto, é uma ferramenta mais do que válida para o processo de ensino-aprendizagem que ocorre nas escolas de Educação Básica, contribuindo em sua ação para o alcance das finalidades pedagógicas que marcam os atuais desenhos curriculares básicos do atual sistema educacional. O brincar deve ser incluído nos projetos educacionais não apenas porque as crianças sentem necessidade de brincar, mas também como meio de diagnóstico e conhecimento aprofundado dos comportamentos dos alunos. O jogo facilita o desenvolvimento dos diferentes aspectos do comportamento da criança: caráter, habilidades sociais, domínios motores e o desenvolvimento das capacidades físicas. Ao mesmo tempo, envolvem experiências diversificadas e incluem incertezas, facilitando a adaptação e, por consequência, a autonomia em todas as áreas do comportamento da criança.

Palavras-Chave: 

Comportamentos. Habilidades Sociais. Necessidade.

PDF_ico.png