AS MULHERES CERAMISTAS DO BAIRRO CANSANÇÃO NA CIDADE DE JEQUIÉ – BA: IDENTIDADE, CULTURA E TRADIÇÃO

Bruna Vitoria Nascimento Nogueira, Paulo Roberto Nogueira Silva, Antônio Rocha Silva, Maria de Fátima Di Gregorio

Resumo

Este artigo busca compreender como as mulheres ceramistas vivem no bairro Cansanção no município de Jequié/BA, exercendo atividades laborativas, confeccionando panelas, potes, caqueiros, pratos, fogareiros com argila. Utiliza-se a metodologia da História Oral para dar o aporte necessário da escrita do trabalho de pesquisa. Autores como Alberti (2004), relatam que a história oral como um todo decore de uma postura com relação a história e as configurações socioculturais que privilegia a recuperação do vivido. Partindo desse viés, analisar a identidade de mulheres ceramistas que vivem e tiram os seus sustentos e de suas famílias desenvolvendo as atividades, enfrentando as disputas de gênero, de etnia e criando formas de resistência. Trata-se de uma pesquisa social, qualitativa, empírica, de abordagem narrativa que põe em evidencia o trabalho desenvolvido pelas mulheres ceramistas.

Palavras-Chave: 

Mulheres ceramistas; Gênero; Identidade.

PDF_ico.png