A APRENDIZAGEM DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA VISUAL:
A COMPARAÇÃO TÁTIL COMO FORMA DE ENSINO

Rafael Rizzaro de Almeida, Mariana Lopes da Silva

Resumo

A aprendizagem da pessoa com deficiência visual passa pelo toque e pela percepção tátil do que se quer apresentar para o indivíduo. Pensar em como o toque pode contribuir na percepção do mundo é um dos fatores cruciais para a pessoa que não possui o sentido da visão. Mas o tato não é um sentido como a visão, onde só de olhar percebemos o que está na nossa frente, aprender a tocar e perceber a composição do elemento apresentado é um dos desafios a ser enfrentados no ensino da pessoa cega.

Palavras-Chave: 

Deficiência visual; Tato; Comparação tátil.

PDF_ico.png