O LÚDICO NO PROCESSO DO APRENDIZADO PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIAS

Iolanda Silva Oliveira, Ana Claudia Oliveira da Silva, Solange de Fatima de Oliveira, Ligiane Oliveira dos Santos

Resumo

Este artigo discute as questões referentes à importância da ludicidade no processo de inclusão no ambiente escolar. No entanto, ressalta-se que é preciso entendimento sobre o direcionamento de tais atividades. É o professor quem deve conduzir o aluno e as atividades lúdica a serem realizadas. O lúdico permite novas maneiras de ensinar, associado a fatores como: capacitação dos profissionais envolvidos, infraestrutura, pode-se obter uma educação de qualidade, capaz de ir ao encontro dos interesses essenciais à criança, pois as atividades lúdicas não são somatórias, mas sim fazem parte do processo de aprendizagem. Objetiva-se demonstrar que a inclusão é algo que pode acontecer verdadeiramente, conceituar o deficiente e enxergá-lo como ser humano, como qualquer cidadão, com suas dificuldades, mas também com suas capacidades. Eles têm direito à educação e a viver na sociedade, frequentando escolas como qualquer outro aluno. Sendo método para a construção deste artigo foi a pesquisa bibliográfica mediante o método descritivo. Hoje a Lei de Diretrizes e Bases da Educação garante o direito desses educandos com atendimento preferencialmente na rede regular de ensino, com respeito e suas habilidades e individualidades. Neste contexto cabe à escola proporcionar um ambiente favorável ao aprendizado do aluno com necessidades especiais de forma lúdica. Aceitar a deficiência é aceitar também suas diferenças e limitações.

Palavras-Chave: 

Lúdico; Educação Especial; Aprendizagem.

PDF_ico.png