O BRINCAR HEURÍSTICO

Katia Pereira Lima Santos

Resumo

As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil (BRASIL, 2010), define a criança como sujeito histórico e de direitos que, nas interações, relações e práticas cotidianas que vivencia, constrói sua identidade pessoal e coletiva, brinca, imagina, fantasia, deseja, aprende, observa, experimenta, narra, questiona e constrói sentidos sobre a natureza e a sociedade, produzindo cultura. O presente artigo tem como objetivo apresentar as contribuições da brincadeira livre com objetos não estruturados ou de largo alcance, para as crianças pequenas em ambientes privilegiados para vivências das infâncias, por meio de propostas que promovam exploração, descoberta e autonomia, como o brincar heurístico. A brincadeira é a vida da criança é uma forma gostosa para ela movimentar-se e ser independente, autores de suas próprias ações. Brincando, a criança desenvolve todos os orãos dos sentidos, adquire habilidades para usar as mãos e o corpo, reconhece objetos e suas características, textura, forma, tamanho, cor e som. Entra em contato com o ambiente, relaciona-se com o outro, desenvolve o físico, a mente, a auto-estima, a afetividade, torna-se ativa e curiosa, sendo assim, protagonista de sua aprendizagem.

Palavras-Chave: 

Brincar Heurístico; Educação Infantil; Vivências Significativas.

PDF_ico.png